Coluna do blog desta terça-feira

Impunidade na Lava-Jato deve reinar com envolvidos na delação da Odebrecht

A justiça brasileira é morosa por natureza, raramente rápida, mas só pra quem pode ser beneficiado por tamanha rapidez tem dinheiro, e geralmente lenta sobretudo pra quem tem dinheiro e poder, mais precisamente quando este alguém é detentor do famigerado foro privilegiado. No processo do Mensalão, com menos envolvidos, foram simplesmente dez anos para que os culpados fossem presos.

Já no Petrolão, a expectativa inicial é de que pelo menos daqui a cinco anos haverá as primeiras condenações aos envolvidos que possuem foro privilegiado. Mas como o processo é muito mais cabeludo e envolve muito mais gente, é possível que essa estimativa suplante a demora do Mensalão com bastante folga.

Nas eleições de 2018 muitos dos políticos envolvidos em casos de corrupção poderão disputar reeleição sem maiores problemas, uma vez que a Lei da Ficha Limpa só barra a candidatura de quem é condenado em segunda instância, ou seja, por órgão colegiado. Sendo o voto a única forma plausível de punir os corruptos que achincalharam nossa república e se locupletaram de recursos oriundos de esquemas assombrosos de corrupção.

Confiar na justiça brasileira é sinônimo de acreditar que Papai Noel e a Mula Sem Cabeça existem, uma justiça cruel, custosa e que não tem efetividade nenhuma. Um poder tão ou mais corrupto quanto o Legislativo e o Executivo mas que recebe uma blindagem absurda como se fosse um verdadeiro templo de deuses e donos da verdade absoluta.

A sociedade não deve esperar por muita coisa, pois com raríssimas exceções, explícitas claramente na figura do juiz Sergio Moro, a justiça brasileira não está nem aí para os problemas da nação, fazendo valer o poderio financeiro e econômico de quem tem chance de contar com bons advogados que possuem relação cordial e espúria com esse podre poder chamado judiciário.

Resposta – A defesa do ex-presidente Lula arrolou nada menos que 87 testemunhas no processo que ele responde na justiça comandado pelo juiz federal Sérgio Moro. O magistrado, entendendo que Lula queria apenas tumultuar o processo para ganhar tempo, acatou o pedido mas exigiu que o ex-presidente estivesse presente em todas as oitivas das testemunhas, um verdadeiro xeque-mate.

Avanço – Jaboatão dos Guararapes larga na frente e se torna a primeira cidade pernambucana a implantar sistema de controle de frequência dos alunos da rede municipal por meio de reconhecimento facial. O ato de inauguração acontece às 7h30 desta terça-feira, na Escola Paulo Menelau, localizada na Rua Sete de Setembro, no bairro de Vila Sotave.

Agricultura – O governador Paulo Câmara recebeu no Palácio do Campo das Princesas, trabalhadores de diversas entidades rurais do Estado que participaram do 6º Grito da Terra de Pernambuco, para discutir demandas referentes às necessidades dos homens e mulheres do campo nas áreas de saúde, educação, segurança e agricultura. Durante o encontro, o chefe do Executivo estadual ainda assinou dois decretos que vão consolidar a agroecologia e a agricultura familiar de Pernambuco. Paulo também garantiu o fortalecimento do Programa Chapéu de Palha com o anúncio do envio, ainda nesta semana, à Alepe Projeto de Lei para reajustar em 10% o benefício.

Creche – A prefeita de Caruaru Raquel Lyra (PSDB) publicou vídeo nas redes sociais anunciando a entrega da primeira creche da sua gestão para o aniversário da cidade, marcado para o próximo dia 18 de maio. A construção de creches foi uma das principais promessas de campanha da tucana, que derrotou Tony Gel (PMDB) no segundo turno.

RÁPIDAS

Metrorec – Apesar de o Coronel Meira ter dito que iria resolver o problema da violência no metrô, chovem denúncias de assaltos nos vagões. O Metrorec é sujo, desorganizado e inseguro para os seus usuários, uma verdadeira vergonha.

Lista – O advogado Erik Sial foi escolhido junto com Érika Ferraz e Felipe Magalhães pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco para a lista tríplice que será encaminhada ao presidente Michel Temer que escolherá o desembargador eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco.

Inocente quer saber – Quando Bruno Araújo pedirá demissão, já que Michel Temer deixou claro que não quer envolvidos na Lava-Jato na sua equipe ministerial?

Sobre Edmar Lyra
Jornalista político, editor do Blog Edmar Lyra.

1 Comentário on Coluna do blog desta terça-feira

  1. William Pontes // 18 de abril de 2017 em 6:53 // Responder

    A impunidade no Brasil no âmbito da plutocracia grassa desde os tempos da nefanda Arena, e o blogueiro conhece bem.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*