Coluna do blog desta sexta-feira

Léo Pinheiro destrói Lula em depoimento a Sergio Moro

O ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, depôs ontem ao juiz Sergio Moro no processo que investiga a propriedade do tríplex do Guarujá, e fez uma série de revelações que deixaram o ex-presidente Lula em maus lençóis. Além de confirmar que o tríplex era mesmo do petista, Léo Pinheiro contou detalhes de como foi feita a operação para entregar o imóvel ao ex-presidente, que custou cerca de R$ 1,3 milhão.

O tríplex, segundo Pinheiro, foi parte da propina paga ao PT por contratos de serviços para a Petrobras, que teria chegado ao montante de R$ 3,7 milhões para o ex-presidente. Além do tríplex, o sítio de Atibaia também teria sido reformado para receber o ex-presidente e seus familiares. Pinheiro citou reuniões com a presença de Lula sobre o assunto.

De todas as informações dadas pelo empresário, a mais relevante foi a de que Lula teria solicitado a Léo Pinheiro a destruição de provas que pudessem incriminá-lo, que se confirmada a solicitação poderá permitir que Lula responda a mais um processo de tentativa de obstrução à justiça. Léo Pinheiro poderá fechar uma delação premiada que poderá destruir de uma vez por todas o ex-presidente.

Pelas afirmações do ex-presidente da OAS, que foi condenado a 26 anos de prisão, o modus operandi do PT e do ex-presidente Lula não tinha qualquer pudor e reforça o lado bon vivant da alma mais honesta do Brasil, conforme já havia sido citado por Emílio Odebrecht. O potencial destruidor do depoimento deixa Lula em vias de uma condenação, que já deverá ocorrer em julho deste ano.

Piada – O senador Renan Calheiros (PMDB/AL) envolvido em vários escândalos de corrupção e respondendo a inúmeros processos na justiça, atacou a Lava-Jato dizendo que há um arrastão para desmoralizar homens públicos de bem, querendo se incluir neste rol.  O senador tira onda da cara dos brasileiros com essa afirmação.

Saúde Recife – Plano de saúde dos servidores da prefeitura do Recife, o Saúde Recife vem sofrendo um verdadeiro desmonte por parte do prefeito Geraldo Julio, pois há um descredenciamento de vários hospitais e clínicas do plano por conta da péssima gestão da prefeitura, que não repassa corretamente os valores aos prestadores de serviço. Um plano que o valor é descontado em folha jamais era para passar por este sucateamento patrocinado pelo prefeito.

Desistência – No intuito de evitar contaminar sua gestão com escândalos de corrupção, a prefeita eleita de Ipojuca Célia Sales (PTB), que foi diplomada ontem, teria sido aconselhada a não acatar as indicações do ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Vado da Farmácia, para o seu secretariado. Lotear a prefeitura com o pior prefeito da história do Cabo de Santo Agostinho vai de encontro com o que a prefeita pregou durante a campanha.

Água – Após visitar a estação de tratamento dos poços Araripe I e II, situada na região de Serrolândia em Araripina, a deputada Roberta Arraes (PSB) constatou que há meses os poços estavam desativados prejudicando os moradores de Exu, Ipubi, Bodocó e Araripina. A deputada prontamente cobrou providências do governador Paulo Câmara e do presidente da Compesa Roberto Tavares e imediatamente os poços foram reativados, beneficiando 25 mil pessoas da região.

RÁPIDAS

Cassado – O prefeito de Abreu e Lima Pastor Marcos (PSB), que faz uma péssima gestão na cidade, teve iniciado um processo que visa a sua cassação por uso da máquina e abuso de poder econômico no Tribunal Regional Eleitoral. Pela robustez das provas, o prefeito tem grandes chances de perder o mandato.

Palocci – O ex-ministro Antonio Palocci se colocou à disposição do juiz Sergio Moro para entregar informações de interesse da operação Lava-Jato. Palocci conhece como poucos as entranhas do PT e poderá complicar bastante a vida de Lula e de Dilma Rousseff caso decida fazer uma delação premiada.

Inocente quer saber – Por quê o TRE ainda não marcou a posse de Célia Sales em Ipojuca?

Sobre Edmar Lyra
Jornalista político, editor do Blog Edmar Lyra.

2 Comments on Coluna do blog desta sexta-feira

  1. William Pontes // 21 de abril de 2017 em 8:40 // Responder

    Com o depoimento de Leo Pinheiro começa o processo de desmoralização da lava jato. Há um ano que essa ” delacao” foi travada por não atingir Lula ( é só o blogueiro pesquisar reportagem da Folha de São Paulo da época). Um espetaculo vergonhoso e dantesco. Um enredo que colocará a palavra do marginal Leo contra a do ex-presidente. Sem falar que o famoso triplex é da empresa pois a mesma colocou como garantia em empréstimos bancários e na garantia em juízo no processo de falência. É uma vergonha. A podridão de Curitiba começa a se espalhar.

  2. William Pontes // 21 de abril de 2017 em 8:45 // Responder

    Já vi que o blogueiro não viu o vídeo do depoimento do Palocci. Tá na hora de ver. O que Palocci deixa explícito é que suas revelações vai noutra direcao e que a força tarefa não quis ouvir. Por isso insistiu para dizer ao Moro na hora que ele desejar. O juiz mudo, fez ouvido de mercador. Tá lá no video. Assista. Aí a informação acima terá mais transparência.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*